Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amorosamente

Meros pensamentos dramatizados em verso e em prosa

Amorosamente

Meros pensamentos dramatizados em verso e em prosa

Sei lá eu o que é o amor.

12.05.20 | H. Alegria | opinar
Sinto saudades de amar. Amar como se ama quando se dá o coração por inteiro... Mas sei lá eu o que é o amor. Sempre fui medrosa, medrosa demais, admito. Uma romântica incurável, também há que ser dito... Não sei quando é que amar (...)

Se o amor acabasse amanhã

24.04.20 | H. Alegria | opinar
Se o amor acabasse amanhã questiono-me de quantas sentenças ficariam por declarar quantas cartas ficariam por assinar e todas aquelas que ficariam por entregar Se o amor acabasse amanhã pergunto-me se o sol ainda haveria de brilhar se o (...)

Porquê correu tão mal?

28.01.20 | H. Alegria | opinar
Houve palavras que ficaram por dizer. Ou será que não? Dou por mim a contar cada estrela no céu, como fizemos naquele serão. De jeito atrapalhado deixei tudo sem jeito. Sem saber o que fazer estraguei tudo antes sequer do sol nascer. É (...)

Quatro anos depois.

12.10.19 | H. Alegria | notas (1)
Quatro anos passaram e quase não dei por eles. Só dei pela tua falta. Uma ausência já há muito rotineira, mas que, ainda assim, volta e meia não se encaixa nesta casa. As memórias fogem-me pelos dedos... Até que as mais pequenas (...)

Quantas vezes

07.10.19 | H. Alegria | opinar
Quantas vezes estivemos lado a lado sem sequer nos tocarmos de que perto era de costas voltadas e longe era de mãos dadas   Quantas vezes a tua sombra andou colada na minha sem que se notasse a distância que separa as nossas vidas   Quan (...)

Chateia-me o quanto te quero.

01.10.19 | H. Alegria | opinar
Chateias-me a alma. Sim, tu! Chateias-me a alma. Tu e esse teu aroma que percorre cada rua de Lisboa mas não te encontro em nenhuma delas. És a sombra que mais vejo mas não acho. Percorro multidões e por mais que te veja não te (...)

A coreografia de te ter no pensamento.

02.09.19 | H. Alegria | opinar
Pensar em ti dá-me vontade de arco-íris. Querer uma tela do tamanho desta grande sala de jantar. Uma tela por pintar, que eu preencherei das cores mais bonitas que este coração há de pulsar... Pensar em ti dá-me vontade de mar. Amar e (...)

Esqueci-me de ti.

12.08.19 | H. Alegria | opinar
Esqueci-me de todas as cartas. De todas as palavras que um dia escrevi, em vão. Esqueci-me de todas as memórias que atormentavam o meu coração. Esqueci-me de tanto que não vivemos, mas que ainda assim eu recordei por tempos e tempos. Esq (...)