Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amorosamente

Meros pensamentos dramatizados em verso e em prosa

Amorosamente

Meros pensamentos dramatizados em verso e em prosa

Às vezes não há nada a dizer

18.01.21 | H. Alegria | opinar
Às vezes não há nada a dizer Os dias ecoam pelo peito O vento suspira ao nosso leito E o vazio faz-se escrever As emoções, no entanto Transbordam A crueldade A desconfiança A insegurança E a esperança Quantas vezes, tantas vezes Arra (...)

Se o amor acabasse amanhã

24.04.20 | H. Alegria | opinar
Se o amor acabasse amanhã questiono-me de quantas sentenças ficariam por declarar quantas cartas ficariam por assinar e todas aquelas que ficariam por entregar Se o amor acabasse amanhã pergunto-me se o sol ainda haveria de brilhar se o (...)

Quantas vezes

07.10.19 | H. Alegria | opinar
Quantas vezes estivemos lado a lado sem sequer nos tocarmos de que perto era de costas voltadas e longe era de mãos dadas   Quantas vezes a tua sombra andou colada na minha sem que se notasse a distância que separa as nossas vidas   Quan (...)

But she still plays it every night

23.01.19 | H. Alegria | opinar
Her eyes the look in her eyes like when the stars meet the night sky She never learned how to pretend if she was looking into mine   Her way her shyness and how she'd portray with her hands dancing to the wind and that pinkish shade (...)