Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a m o r o s a m e n t e

Talvez sinta demais, mas se não fosse assim perdia a graça.

a m o r o s a m e n t e

Talvez sinta demais, mas se não fosse assim perdia a graça.

Quatro anos depois.

12.10.19 | Helena Alegria | notas (1)
Quatro anos passaram e quase não dei por eles. Só dei pela tua falta. Uma ausência já há muito rotineira, mas que, ainda assim, volta e meia não se encaixa nesta casa. As memórias fogem-me pelos dedos... Até que as mais pequenas (...)

Eu não te quis largar.

09.10.19 | Helena Alegria | opinar
Naquele momento fechei os olhos com toda a força possível em mim. Tudo em mim chorou naquele momento. Tudo em mim escasseava de coragem para te largar. Não te queria largar. Ainda hoje dói. Dói tanto. E a ti? Quanto de ti sangrou? Sofro (...)

Queria ter te abraçado.

03.10.19 | Helena Alegria | opinar
Ando em círculos. Corredores infinitos decorados por cómodas onde pousam retratos. Todos têm o teu rosto, todos me relembram de algum detalhe que nada mais foi além disso. Algo pequeno e discreto ao qual ninguém daria importância. Mas (...)

Saudades sem fim...

14.01.19 | Helena Alegria | opinar
Gostava de ter aproveitado melhor o nosso tempo. Ter estado mais presente e ter guardado mais bons momentos. Gostava que tivessem sido mais as conversas. E também os afetos. Mas o tempo não volta atrás... E como eu queria que tu voltasses (...)

Consegues ouvir-me?

16.09.18 | Helena Alegria | opinar
Pai? Onde estás? Sinto falta do teu sorriso, sinto falta do teu abraço... Pai, onde estás? Deparei-me com aquela camisola tua, perdida na terceira gaveta do meu quarto. Ainda tinha o teu cheiro, mas tudo o que eu senti foi um aperto no (...)

Procurando sem fim.

01.02.18 | Helena Alegria | opinar
passam-se anos sem fim e as horas continuam inacabadas passam-se décadas assim todas as horas, tão amargas — Procuro por ti na sala vazia, em cada canto perdido no qual eu me escondiria. Procuro por ti no meio da multidão, grito o teu (...)

Dando dicas ao destino.

18.12.17 | Helena Alegria | opinar
mal me sinto de tanto frio mas sinto-te tanto sem qualquer temperatura estás distance, quase inatingível procuro-te fundo dentro de mim numa tentativa de me encontrar — Tenho as mãos geladas, mas uma alma aquecida por ilusões que a (...)

O tempo que te persegue.

07.12.17 | Helena Alegria | opinar
os anos vão passando no seu próprio tempo eu olho para trás, onde tu estás, onde eu pertenço os anos separam-nos, traçaram-nos caminhos diferentes eu não desapego, não te nego, por mais que tente — Incrível é a passagem do (...)